Cães e gatos também têm problemas no coração

Embora muitas pessoas façam check-ups anuais devido às doenças cardíacas, poucas sabem que nossos amigos de quatro patas também podem ter probleminhas no coração, como sopros cardíacos e outras alterações.

Essas enfermidades podem acometer cães de todas as raças e tamanhos, mas é bastante comum em cachorros pequenos. Embora a grande maioria das doenças sejam hereditárias, ou seja, passam de pai para filho, muitas são predispostas por má alimentação e sedentariedade.

Cães pequenos como Poodle e Yorkshire, por exemplo, são predispostos à endocardiose, quando as valvas – “tampões” que impedem a passagem de sangue de um compartimento para outro – sofrem degeneração. Já cães de grande porte, como os Boxers, são mais propensos a terem miocardiopatia dilata, que é um aumento generalizado do coração.

Alguns sinais podem dizer que o coraçãozinho deles não vai bem, e que precisam passar por uma avaliação o quanto antes:

  • Cansaço fácil não condizente com a idade
  • Ofegância, mesmo na hora de dormir ou em que ele está de repouso
  • Ficar com a língua azul durante momentos de euforia
  • Desmaios
  • Tosses e espirros
  • Emagrecimento progressivo
  • Falta de apetite

Estas doenças podem ser detectadas precocemente pelo seu médico veterinário, desde que seu cãozinho passe por consultas regulares, principalmente se ele for idoso. Infelizmente a maioria das doenças cardíacas não têm cura, mas podem ser tratadas e os animais viverem muito bem com elas, principalmente se forem diagnosticadas no início.

Por isso, avaliações anuais são sempre indicadas, principalmente para aqueles velhinhos que precisam de cuidados. Prevenção é sempre o melhor remédio! 😉

Posts recomendados

Deixe um comentário