Como alimentar meu pet corretamente?

png

Sim, cachorros podem consumir outros alimentos além da ração. Contudo, é importante se manter atento(a) ao tipo de cardápio introduzido no dia a dia do seu pet.

Assim como para humanos, gorduras, carboidratos e alimentos condimentados em excesso podem causar ganho de peso, além de problemas nos dentes e no trato digestivo.

Por essa razão, separamos alguns alimentos que podem acompanhar as refeições do seu melhor amigo. Elas podem ser servidas em intervalos durante o dia ou misturadas nas porções de ração.

Entretanto, é sempre importante ressaltar que somente um médico veterinário poderá atestar as comidas mais seguras para o seu pet, com a certeza de manter a segurança e o bem-estar do seu animal.

O que meu cachorro pode comer?

A lista de comidas que podem ser ingeridas pelos cachorros é grande. Por isso, vamos listar aqui somente as mais nutritivas e saudáveis para o seu bichinho. São alimentos ricos em fibras, proteínas e vitaminas que podem incrementar a dieta do seu pet. Confira:

Carne

A carne é, sem dúvidas, uma das comidas preferidas de todos os cachorros. Ela apela para o instinto do animal, por isso eles vão à loucura quando veem um pedaço de carne.

Ela pode ser servida de preferência cozida,  sem gordura ou temperos adicionais.

Abóbora

A abóbora é uma ótima fonte de betacaroteno, vitamina C, fibras e outros nutrientes. O ideal é servir cozida e em pedaços pequenos. Uma pitadinha de sal basta.

Banana

A banana é um alimento que faz muito bem para a saúde dos cachorros. É uma fonte rica de potássio, magnésio e vitamina B6.

Boa parte dos cachorros adora comer banana. O ideal é sempre servir em pequenos pedaços e sem casca, como um petisco em ocasiões especiais. Não abuse deste petisco porque pode ser um tanto quanto calórico.

Beterraba

A beterraba pode sim ser servida para os cachorros, só que somente se for cozida e sem tempero. Ela possui vitamina A, B e C, o que faz com que seja uma ótima maneira de aumentar a imunidade do seu cãozinho.

Contudo, é preciso fazer um aviso: a beterraba é contraindicada para cães com diabetes. Esse alimento possui muito açúcar e só pode fazer parte da dieta se o veterinário indicar.

Brócolis

O brócolis é uma fonte riquíssima de potássio, zinco, ferro e outros nutrientes que caem muito bem para a dieta dos cães.

O ideal é servir cozido e somente com pequena quantidade de sal. Se o seu cachorro não gostar de comer o brócolis sozinho, uma boa opção pode ser misturá-lo à ração ou outros alimentos permitidos.

Batata doce

A batata doce é uma ótima fonte de carboidratos, betacaroteno, fibras e vitamina E. O ideal é ser servida cozida e sem tempero.

Cenoura

Outra fonte de betacaroteno é a cenoura. Além disso, ela também é rica em cálcio e vitamina A.

Ela pode ser servida crua e sem casca, pois é uma ótima forma de limpar os dentes, além de servir para desenvolver os músculos da mastigação.

Se preferir não servir crua, sirva cozida e sem tempero.

Chuchu

Os cachorros adoram chuchu cozido e sem tempero, o que é ótimo, já que é um alimento rico em potássio, cálcio, fósforo, ferro e vitamina A, B e C.

Além de um prato muito gostoso para nossos pets, este alimento é bastante indicado para cachorros em dieta, já que ajuda a aumentar a saciedade, bem como, para auxiliar na hidratação do seu pet pelo seu alto teor de água.

Couve-flor

A couve-flor possui uma quantidade enorme de nutrientes! Além de ser rica em antioxidantes, ela é uma ótima fonte de vitamina C, K, B9 e manganês.

O ideal é servir a couve-flor cozida e sem tempero.

Espinafre

O espinafre é um vegetal rico em ferro, vitamina A, K, B2, cálcio, fósforo, potássio e magnésio. Além disso, possui uma grande quantidade de fibras, proteínas e carboidratos.

Quando for servir para o seu cãozinho, o ideal é que seja cozido e sem tempero.

Goiaba

Goiabas são uma ótima fonte de fibras, vitaminas (em especial a vitamina C), cálcio, magnésio, fósforo, sódio, potássio e ferro.

Você pode dar para o seu pet cru e sem casca, mas quando consumida com casca, possui mais nutrientes e fibras.

Manteiga de amendoim

Outro alimento que a maioria dos cachorros adoram é a manteiga de amendoim. Além de saboroso, esse alimento é uma ótima fonte de vitamina B e C e proteínas.

O ideal é que você só sirva manteiga de amendoim caseira, feita em casa, pois as marcas podem conter muito sal, açúcar ou adoçantes como o xilitol, que é tóxico para cachorros.

Morango

Outro queridinho dos cachorros é o morango, um alimento rico em vitaminas e com poucas calorias. Entretanto, ele só pode ser dado em pequenas quantidades, como um petisco.

Maçã

A maçã é outra das frutas que está liberada para os pets. Além de ser bem docinha, ela tem uma grande quantidade de água, sendo praticamente inofensiva para os pets.

E quais alimentos meu pet não pode definitivamente comer?

Se por um lado a lista de alimentos que os cães podem comer é longa, também é preciso ficar atento à lista dos alimentos proibidos. Confira quais são eles a seguir:

Chocolate

Cachorros não podem, de jeito nenhum, comer chocolate, pois esse alimento possui duas substâncias tóxicas para os animais: a cafeína e a teobromina.

Por isso, evite dar todo e qualquer tipo de chocolate para o seu pet. Inclusive inclua nesta lista o próprio café, guaraná, chá preto ou erva-mate que tem grande quantidade das mesmas toxinas da classe do chocolate.

Chiclete

Chiclete é um dos alimentos mais perigosos para os cães. Além de ser de difícil digestão, o chiclete sem açúcar contém xilitol, uma substância tóxica para cachorros, como vimos anteriormente.

Abacate

O abacate possui uma substância chamada persina, que é muito tóxica para cachorros, podendo causar dor de estômago e, caso coma muito, pode ser preciso até mesmo uma visita ao veterinário.

Uva ou Uva passas

As uvas possuem taninos e outras toxinas que são muito tóxicas para o rim do seu cão. O mesmo alerta fica para procurar o veterinário deve ser reforçado. Cuidado com as geléias, panetones e comemorações no ano novo, ou com aquele mix de sementes da sua dieta.

Macadâmia e Nozes

E por falar em mix de sementes e similares, colocamos as nozes, as amêndoas e a macadâmia como alimentos a serem evitados. Estes petiscos humanos podem levar a problemas em estômago e intestino, além de tremores, desequilíbrio e até febre.

Cebola e Alho

Nestes alimentos a presença de toxinas derivadas de sulfetos se ligam nas células vermelhas do seu pet e impedem que o oxigênio seja carregado pelo organismo dele. Esta emergência é muito séria e seu pet pode ter muita dificuldade para respirar.

Shoyu

E se o churrasco é o alimento favorito de alguns humanos, cheio de tempero, o consumo do famoso sushi acompanhado de shoyu também pode ser desastroso A grande quantidade de sódio presente neste molho também eleva a pressão arterial do seu pet e traz outras graves consequências para rins e sistema nervoso.

Alimentos em fermentação

E se estiver preparando uma massa fermentada para aquela refeição com a família, mantenha longe do seu pet. Essas massas fermentam, produzem gás em grande quantidade no estômago dele e até dificultam a sua respiração.

—–

Agora que você sabe quais alimentos seu cachorro pode e não pode comer, as compras no mercado vão ser mais divertidas, já que você vai escolher alimentos pensando em você e no seu pet.

Entretanto, vale o lembrete de que nem todos os alimentos permitidos e proibidos estão presentes nesta lista. O ideal, em caso de dúvidas, é procurar um médico veterinário.

E os melhores médicos veterinários você encontra na Clinivet, que está há mais de 30 anos cuidando da saúde do seu bichinho!

Leave A Comment

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp