Laika: primeiro animal a ir ao espaço

Existem animais que fizeram parte da história da humanidade, e um deles foi a simpática cadelinha vira-latas russa Laika: ela foi o primeiro animal a entrar em órbita da Terra, em 1957.

A Laika era uma cadela que vivia nas ruas de Moscou. Os cientistas russos decidiram usá-la, pois assumiram que ela já havia aprendido a sobreviver em condições precárias de fome e frio.

Ela passou por vinte dias de treinamento, que consistia em acostumar-se ao ambiente que encontraria na viagem, como o espaço reduzido da cápsula, os ruídos, vibrações e acelerações. Durante as atividades, seu pulso chegava a duplicar e sua pressão sanguínea aumentava consideravelmente. Mais tarde, este mesmo processo sera utilizado no treinamento dos cosmonautas soviéticos.

A Laika foi lançada ao espaço através da nave soviética Sputnik 2, em 3 de novembro de 1957. Os sinais vitais da Laika eram controlados remotamente na Terra. Infelizmente, a nave Sputnik 2 não estava preparada para regressar à Terra com segurança, e a cadelinha faleceu após cinco a sete horas do lançamento.

Depois da Laika, nenhuma outra missão tripulada por cães foi lançada sem que existisse um sistema para retorno seguro do animal. A morte da Laika desencadeou um debate mundial sobre o maus-tratos aos animais e os avanços científicos às custas de testes com animais.

Em 11 de abril de 2008 foi inaugurado um monumento em honra à Laika no centro de Moscou. O monumento foi colocado em uma alameda perto do Instituto de Medicina Militar, onde ocorreram os experimentos científicos com a cadela. A figura de bronze, de dois metros de altura, representa um dos segmentos de um foguete espacial, que se transforma em uma mão humana, sobre a qual está o corpo de Laika.

laika04

 

Posts recomendados

Deixe um comentário