A medicina do comportamento, também denominada de etologia clínica veterinária, foi descrita pela primeira vez em 1969 como a especialidade que estuda os problemas comportamentais dos animais de estimação. A etologia clínica é responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento desses problemas e a importância do exercício dessa atividade na medicina veterinária é crescente.

Sabe-se que o comportamento é o resultado de influências biológicas e ambientais, sendo os problemas relacionados a ele subdivididos em comportamentos indesejáveis e distúrbios comportamentais. Os indesejáveis são definidos como comportamentos normais que trazem desconforto ou incômodo às pessoas, enquanto os distúrbios são desordens comportamentais devido à incapacidade do animal em se adaptar ao ambiente.

Considerando que a promoção de convivência prazerosa e a relação harmoniosa entre humanos e animais são de extrema relevância na etologia clínica, o serviço de comportamento apresenta os seguintes objetivos:

Objetivos do serviço de comportamento

  • Orientação sobre padrões de comportamentos naturais da espécie
  • Aprimoramento da comunicação entre seres humanos e animais
  • Estruturação da relação humano-animal
  • Fortalecimento de vínculos
  • Avaliação de bem-estar animal
  • Instruções para treinos de obediência
  • Instruções para enriquecimento ambiental
  • Prevenção de comportamentos indesejáveis e distúrbios comportamentais
  • Tratamento comportamental
  • Terapia farmacológica

Serviços ofertados

Consulta comportamental

Avaliação médico veterinária especializada que visa o diagnóstico e tratamento de problemas comportamentais apresentados pelos animais de estimação. O tratamento desses problemas requer um aprofundamento no conhecimento a respeito do animal e, principalmente, do contexto ambiental e familiar em que está inserido. A partir dos dados obtidos nessa consulta, e quando necessária, a prescrição farmacológica.

A consulta é realizada com agendamento prévio, tem duração de 2 horas e preferencialmente devem estar presentes todos os membros da família que interagem com o animal. Previamente à conclusão diagnóstica, quando necessário, avaliações especializadas e/ou exames complementares pode ser requisitados.

Aconselhamento comportamental

Aconselhamento para a escolha de um animal de estimação, de acordo com as características comportamentais da espécie e raça mais apropriada ao contexto ambiental, pessoal e familiar.

Consulta comportamental de filhotes até 4 meses

Orientação para pessoas que recém adquiriram filhotes de cães ou gatos, com objetivo de instruir a educação e prevenção de comportamentos indesejáveis. O ideal é realizá-la antes dos 3 meses de idade e do término da fase de socialização denominada de “período sensível” para que sejam introduzidos diversos estímulos, como sons, objetos, manipulações e interações com diferentes pessoas e animais.

Aulas de socialização para filhotes

Programas de socialização envolvem aulas para filhotes com início na “fase sensível” e assim, possibilitando o aprendizado do comportamento apropriado ao meio social onde vivem. O programa inclui aulas com duração de 2 horas por 4 semanas.