Pulgas: o que fazer para acabar com elas?

Uma das maiores queixas que os tutores fazem ao nosso Serviço de Dermatologia é: “Doutor, já fiz de tudo para acabar com as pulgas, mas não consigo!”. E isso realmente se torna um problema. Devido ao ciclo de vida das pulgas durar até 6 meses, pode ser muito difícil acabar com uma infestação.

A pulga possui basicamente quatro estágios de vida: o ovo, a larva, a pupa e a pulga adulta. Após a pulga depositar os os ovos nos cães ou gatos, eles caem no ambiente e eclodem as larvas. A larva da pulga é muito pequena e, dificilmente, será vista a olho nu. Ela se esconde em locais escuros, como frestas do chão, carpetes, tapetes, embaixo de móveis. Assim elas crescem e acabam se transformando em pupas, que são a principal causa da dificuldade em combatê-las.

As pFleasLifeCycleupas são extremamente resistentes ao ambiente, e podem sobreviver até 200 dias. Elas possuem uma espécie de “capa” de sujeira, que a protege contra intempéries. Por ficarem em locais de difícil acesso, o combate a elas é muito difícil. Quando elas encontram temperatura e umidade ideais, como no verão, eclodem então para pulgas adultas e procuram um novo hospedeiro.

O grande problema é que a grande maioria dos antipulgas feitos para cães e gatos matam apenas as pulgas adultas e os ovos, impossibilitando a eliminação das pupas, que é a fase mais resistente do parasita. Portanto, o melhor método para eliminação das pulgas é o controle do ciclo de vida delas, que pode durar até 6 meses. Sendo assim, dificilmente você verá um médico veterinário prescrevendo um antipulgas para uma infestação por um ou dois meses, apenas. Para quebrar o ciclo completo, o tratamento pode ser necessário por até um ano!

Além dos antipulgas, existem outros métodos que são muito importantes na prevenção contra ectoparasitas em geral. Um deles é lavar muito bem as roupas e cobertas que o pet tem acesso, além de sempre procurar aspirar todo o local onde ele vive, com regularidade. Em casos mais graves, pode ser até necessária vassoura de fogo no local, mas lembramos que isso só deve ser realizado por um profissional!

Em caso de persistência, procure um médico veterinário. Ele o único capaz de entender o seu real problema e encontrar a melhor forma para lhe ajudar!

Posts recentes

Deixe um comentário