• Home
  • Cães
  • Pets precisam de banho e tosa toda semana?

Pets precisam de banho e tosa toda semana?

png
pets-precisam-de-banho-e-tosa-toda-semana

Cuidar de um animal de estimação é uma grande responsabilidade para todos os tutores. É necessário prestar atenção às necessidades básicas do peludo, como alimentação, cuidados com a saúde, bem-estar emocional e higiene. E, é claro, muitas dúvidas surgem durante o dia a dia: será que estou oferecendo a alimentação adequada? Será que o animal está livre de doenças? Será que os pets precisam de banho e tosa toda a semana?

Para algumas questões, apenas o auxílio de um profissional da veterinária é indicado para respondê-las. Agora, sobre a dúvida a respeito do banho e tosa, a gente pode te ajudar. Elencamos os principais pontos sobre as indicações de banho e tosa em animais, olha só:

A importância do banho e tosa em pets

Mais do que uma questão estética, os cuidados adequados com a higiene dos pets é fundamental para evitar o mau cheiro, assim como controlar a oleosidade nos pêlos, prevenir pulgas, carrapatos, fungos e outros parasitas que podem comprometer a saúde dos animais.

Por essa razão, é muito importante que os tutores saibam quantas vezes por semana (ou mês) podem dar banho em seus pets. Já que o excesso pode ser tão prejudicial à saúde deles quanto a falta.

Mas como identificar a frequência com a qual meu pet precisa tomar banho?

A primeira coisa que precisa ficar clara é: não existem regras gerais para determinar se pets precisam de banho e tosa toda a semana. Nenhum animal é igual ao outro, tanto em características físicas quanto em hábitos em seu dia a dia. Por exemplo: um pet que passa mais tempo dentro de casa, tende a acumular uma quantidade menor de sujeira do que animais que vivem em quintal ou saem com muita frequência para passear.

Para os gatos não existe uma regra ou proibição que determine a necessidade de banhos periódicos. É importante reforçar que os felinos já possuem – por instinto – hábitos próprios de limpeza e, por isso, podem ser mais resistentes aos banhos. No entanto, a escovação frequente dos bichanos auxilia no processo de higienização e cuidados com a saúde e pele dos animais.

Para os cachorros, normalmente é indicado um banho a cada 15 dias. Mas o fator que é o principal determinante para entender se pets precisam de banho e tosa toda semana é a pelagem de cada animal:

  • – Cães de pêlo curto: intervalo de 10 a 15 dias, no máximo, entre os banhos.
  • – Cães de pêlo longo: intervalo de 7 a 10 dias, no máximo, entre os banhos.

Pêlo curto vs. Pêlo longo

O procedimento do banho em si é bastante semelhante entre os animais com pêlo curto e os com pêlo longo. A principal diferença aparece mesmo na hora de secar. Afinal, a quantidade e comprimento dos pêlos influencia diretamente neste processo.

Nos pets de pêlo curto o auxílio de toalhas secas e macias costuma ser suficiente: basta iniciar os movimentos de secagem no sentido oposto do pêlo e, após, mudar para a direção normal, repetindo a ação algumas vezes até secar completamente.

Já nos animais com pêlos longos a atenção começa no momento de desembaraçar a pelagem antes de secá-la. É necessário pentear todo o pet e executar os movimentos de secagem de cima para baixo, utilizando também toalhas secas e macias.

Em ambos os casos você pode apostar no auxílio de um secador em temperatura morna para finalizar o procedimento e garantir que o peludo está completamente seco. 

A época do ano influencia na frequência dos banhos?

Sim! Existem cuidados diferentes a serem considerados na hora de cuidar da higiene dos animais, conforme cada época do ano. No verão, muitos tutores acreditam que o banho recorrente é algo benéfico aos pets, para aliviar o calor, mas a verdade é que essa lógica não faz muito sentido.

Entenda: os pets não possuem glândulas sudoríparas como as humanas, por essa razão, eles não produzem suor e não têm a necessidade de tomar mais banhos em dias quentes. Por isso, basta prestar atenção se o animal tem à disposição água fresquinha e ambientes na sombra para se refrescar. A rotina de banho permanece a mesma indicada de acordo com a pelagem de cada pet.

Já no inverno, a preocupação é outra: os tutores tendem a sentir receio de banharem seus peludos e provocarem reações como uma gripe. E, novamente, esta ideia não é real. A rotina de higienização dos animais também deve permanecer a mesma. O ponto de atenção é cuidar da temperatura da água e condições do pet após o banho (para secá-lo e mantê-lo aquecido).

E a tosa: quando ela é necessária?

Assim como no caso dos banhos, a tosa também está associada às características de cada animal, condições de higiene e hábitos. Existem dois tipos de tosa:

Tosa higiênica

Recomendada uma vez por mês, este tipo de tosa auxilia para que os animais não façam suas necessidades em seus próprios pêlos, ou mesmo adquiram problemas de saúde (fungos e alergias, por exemplo) devido ao excesso na pelagem em regiões como as orelhas e patas.

Tosa comum

Este procedimento pode ser tanto estético quanto para aliviar a sensação de calor nos animais. O tempo para sua realização depende exclusivamente do pet e das condições em que ele vive. Aí entra o bom-senso do tutor para avaliar o bem-estar do seu animal de estimação.

Ah, é importante reforçar que a tosa comum não é indicada para animais que possuem a pelagem muito curta ou rente a pele. E também que animais com pêlos longos devem ser escovados com frequência para evitar nós. 

Tosa na tesoura ou na máquina

Ambas as opções são seguras e oferecem bons resultados. O que você precisa considerar na hora de escolher são os seus objetivos para o pet, a partir da tosa. Por exemplo: a tosa com a tesoura diminui o comprimento dos pêlos, sem alterar a forma original deles. Já com a máquina, você pode escolher diversos tipos de cortes, conforme o número de cada lâmina, para personalizar os pêlos, ou mantê-los uniformes.

O importante aqui é que o procedimento seja realizado por um profissional competente para executá-lo. 

Agora que você já sabe a resposta sobre se pets precisam de banho e tosa toda a semana, os cuidados adequados com o seu peludo estão garantidos! 

Nem todos os pets precisam de banho e tosa toda semana. E entender os cuidados e frequência necessária é um gesto de amor e carinho que os tutores podem dedicar aos seus peludos. Mas lembre-se: em caso de dúvidas, anomalias na pele ou situações de estresse entre os animais, procure imediatamente o seu veterinário para garantir o tratamento adequado!

Leave A Comment

× WhatsApp