• Home
  • Cães
  • Seu cão come muito ou rápido demais? Descubra como ajudá-lo

Seu cão come muito ou rápido demais? Descubra como ajudá-lo

png
seu-cao-come-muito-ou-rapido-demais-descubra-como-ajuda-lo

Assim como para nós, seres humanos, é importante alimentar-se de forma adequada e com equilíbrio, para os animais não é diferente. Por isso, saber o que fazer quando o cachorro come muito ou se alimenta rápido demais pode ser uma forma de você ajudar a manter a saúde do seu pet em dia e auxiliá-lo a lidar de forma menos afobada com as refeições.

Antes de tudo, vale ressaltar que: sabemos que é comum que alguns cães fiquem demasiadamente animados quando o assunto é “comida”. Apesar de esse comportamento ser comum, principalmente em filhotes, ele não é o ideal. Afinal, quando o pet come demais e/ou de forma muito rápida, isso pode comprometer o seu sistema digestivo no futuro.

Dessa forma, se você percebe que o seu bichinho age dessa forma, confira nossas dicas e saiba o que fazer quando o cachorro come muito ou rápido demais. Existem algumas técnicas que ajudam a contornar esse comportamento e fazem com que o momento da refeição seja menos agitado e conturbado. Acompanhe!

– Você também pode se interessar por: Como alimentar meu pet corretamente?

O que fazer quando o cachorro come muito? Veja 5 dicas que podem ajudar o seu pet!

1. Investigue as causas que podem estar levando a isso

Uma boa dica para saber o que fazer quando o cachorro come muito é investigar as possíveis causas que levam a esse comportamento. Para isso, você pode recorrer a um veterinário especializado, já que existem diversas possibilidades que levam o pet a se alimentar de maneira demasiada.

Às vezes o animal sofre com ansiedade em torno das refeições devido a fatores variados relacionados ao ambiente em que ele vive. E esses fatores podem ser compreendidos melhor com o auxílio de um profissional.

Ainda, o pet pode apresentar esse comportamento por estar desnutrido, com obesidade ou, ainda, com algum problema hormonal, como a síndrome de Cushing, que tem como uma das suas características o apetite insaciável e a ação muito rápida para comer.

Como são várias as possibilidades, para ter o diagnóstico correto e saber o que fazer quando o cachorro come muito, ter o acompanhamento profissional adequado pode ser importante.

2. Defina os horários para as refeições e fracione-as ao longo do dia

Se você está em busca de saber o que fazer quando o cachorro come muito, tente fazer com que ele tenha uma rotina de horários organizada. Além de estipular hora para acordar, dormir, passear e treinar, também é legal saber quando serão os momentos das refeições do pet.

Além disso, se ele costuma se alimentar duas vezes ao dia, verifique a possibilidade de oferecer os alimentos três ou quatro vezes. Sempre, é claro, respeitando a quantidade diária ideal para o peso e idade dele, além de seguir as orientações do veterinário.

Criar essa rotina com hábitos pode ajudar a diminuir a ansiedade dos cães e, com isso, tornar o ritmo das refeições mais adequado para eles.

3. Use brinquedos interativos que estimulem as habilidades do cãozinho e “obriguem-o” a comer lentamente

Existem diversos comedouros e brinquedos interativos que, além de estimular as habilidades cognitivas do pet, também transformam o momento da refeição em um desafio divertido. Esses brinquedos “dificultam” o acesso ao alimento, obrigando o pet a comer mais devagar.

Além dos brinquedos para estimular as habilidades do pet, outra forma de fazer com que ele gaste mais energia durante o dia é aumentando a quantidade de passeios. Isso pode ajudar a reduzir a ansiedade do cachorro e, consequentemente, a sua compulsão pela comida.

4. Escolha locais e momentos tranquilos para o pet se alimentar, sem “atiçá-lo”

Não faça muita festa na hora da refeição do seu pet e só libere a comida na hora em que ele estiver menos agitado e eufórico.

Ambientes muito barulhentos e ou movimentados, com a presença de outros pets ou com a perspectiva de que o tutor vá sair em breve podem causar agitação nos cãezinhos. E isso pode prejudicar o momento da refeição deles.

Por isso, escolha um horário para as refeições em que o pet possa comer com calma, sem ser interrompido. Também, ele não deve sentir-se ameaçado ou instigado a proteger o alimento, já que isso pode fazer com que ele coma mais rápido.

5. Cuide para não estimular a gula no seu pet

A refeição do animal de estimação pode ser servida no mesmo horário em que o tutor e/ou a sua família forem se alimentar. Entretanto, é importante lembrar que você deve garantir que o cãozinho coma somente a comida que é destinada para ele.

É comum que os cachorros sejam gulosos por natureza. Então, se o tutor e/ou outra pessoa oferecer ao pet algum alimento que ele não está acostumado a comer, isso provavelmente será muito atrativo para ele. E, é claro, fará com que ele queira cada vez mais se alimentar dessas opções diferentes.

Cabe ao tutor não incentivar esse hábito, já que ele pode levar uma compulsão maior nas refeições e fazer com que o cão sempre fique esperando por esse “agrado” na hora de se alimentar.

Agora você já sabe o que fazer quando o cachorro come muito – e, também, conhece boas dicas para evitar que isso aconteça!

Seguindo essas orientações acima e sabendo o que fazer quando o cachorro come muito, provavelmente será mais tranquilo lidar com essa situação que pode ser incômoda tanto para você quanto para o seu pet.

Também, vale sempre ressaltar que, caso você tenha qualquer dúvida no assunto, é importante procurar o acompanhamento de um médico veterinário. Com certeza, esse profissional poderá te ajudar a lidar da melhor forma possível com os comportamentos “comilões” do seu pet.

Se você está em busca de um bom médico veterinário para ter uma boa orientação sobre o que fazer quando o cachorro come muito, entre em contato com a Clinivet. A empresa já está há mais de 30 anos no mercado cuidando da saúde do seu bichinho com muito amor, empatia e profissionalismo.

Leave A Comment

× WhatsApp